domingo, 7 de setembro de 2014

Sugestão da Semana #117- Bienal do Livro 2014- Minhas impressões

Olá à toas, tudo bem? Vamos falar de Bienal hoje?

Fui a Bienal no dia 25 do mês passado (cau numa terça-feira). Felizmente, por ter ido num dia de semana e por ter chegado cedo (entrei na Bienal um pouquinho antes das 9 da manhã), encontrei a Bienal desta forma:








Gostei bastante do evento (fiquei pouco tempo, mas consegui andar por todo Anhembi e conferi todos os estandes que queria). Não fui para sessão de autógrafos nem para as palestras, fui para comprar alguns livros que queria há um bom tempo. Fui bem atendida em todos os estandes que entrei e em todos eles pude pegar livretos e marcadores exclusivos.

Ao contrário do que ocorreu no primeiro final de semana na Bienal (que, por ter trazido autores mega famosos e badalados, favoreceu um certo tumulto e desorganização para as sessões de autógrafos), fiquei bem satisfeita com a organização do evento. Eles forneciam mapas para que os visitantes pudessem se localizar com maior facilidade, mas eu não peguei o mapa e, mesmo assim, consegui andar super bem no evento e pude conferir tudo o que queria sem problemas.


Bom, agora vamos às compras:






- Need for Speed: R$10;
- O começo de tudo: R$15;
- O colapso de tudo: R$5;
- Um caso perdido: R$25;
- Desde o primeiro instante (queria demais este livro): R$30;
- Cemitérios de Dragões (lançamento do autor Raphael Draccon): R$26;
- A máquina de contar histórias: R$25.


Além destes, comprei mais alguns outros, mas já dei de presente. Alguns livros compensavam na Bienal, outros não. Como levei minha wishlist e quis comprar todos os que queria, pra mim foi um ótimo negócio.

Também destaco o transporte gratuito que rolou do terminal Tietê até o Anhembi. Tudo funcionou bem e saía um ônibus (naquele padrão de ônibus de viagem: cortinas, poltronas acolchoadas) atrás do outro. A situação não deve ter sido tão boa no fim de semana, quando ocorre um maior fluxo de pessoas e com certeza fila para pegar o ônibus. 

Diante de todos os pontos positivos, o ponto negativo que destaco é a praça de alimentação, com coisas caríssimas (uma garrafa de água custa R$4 e um salgadinho, R$7), com opções precárias e comida bem ruim. O melhor era levar alguma coisinha de casa ou comprar algo em docerias e mercearias próximas (normal termos este assalto em eventos, mas que a comida fosse boa, já que é o mínimo que se espera, mas enfim, rs)..

E aqui, os marcadores (primeira foto) e livretos que peguei no evento:







E aí, o que acharam da Bienal? Contem pra gente!

Beijinhos bem carinhosos, uma ótima semana a todos e nos vemos no próximo post!  =D




Reações:

2 comentários:

  1. Oiê
    Não fui na Bienal nesse ano... Acabou que eu só podia ir no final de semana e preferi não arriscar - por conta de todo o tumulto... Se eu tivesse como ir durante a semana, certamente teria comparecido
    Quem sabe consigo ir no ano que vem, né? rsrsrs

    BJK
    Daisy - nuvemdeletras.com

    ResponderExcluir
  2. Oi florzinha!!!
    Que invejaaaaaaaaa!!! Vc foi na Bienal!!! Este ano eu não pude ir (de novo). Quem sabe na próxima???!! Sou louca para ir na Bienal!!!
    bjs.

    ResponderExcluir

Pessoal, vou respondendo os comentários no próprio blog de quem o deixou, ou pelo Twitter, podem ter certeza que vou respondendo assim que puder. Grande abraço e obrigado pela participação :D