quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

O Teorema Katherine- John Green


Sinopse

"Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera."


-

"Quando se trata de garotas (e, no caso de Colin, quase sempre se tratava), todo mundo tem seu tipo. O de Colin Singleton não é físico, mas linguístico: ele gosta de Katherines. E não de Katies, nem Kats, nem Kitties, nem Cathys, nem Rynns, nem Trinas, nem Kays, nem Kates, nem - Deus o livre - Catherines. K-A-T-H-E-R-I-N-E. Já teve dezenove namoradas. Todas chamadas Katherine. E todas elas - cada uma, individualmente falando- terminaram com ele." Pág. 24

-

Dispensado por 19 meninas. Sim, esta é a terrível situação de Colin, um jovem prodígio que possui uma desastrosa habilidade de se dar mal com as garotas. Até aí, tudo bem...a não ser pelo fato de todas as suas namoradas chamarem-se Katherine (e terem lhe dado o fora). Assim, Colin decide criar um teorema matemático, e fim de descobrir o que de fato deu errado em seus 19 relacionamentos e verificar se há algo que possa ser feito para que isso não ocorra novamente.

Desiludido por ter tomado seu 19º pé, Colin e seu amigo maluco gordinho e religioso Hassan (que não pretende se matricular em uma faculdade tão cedo) decidem viajar para colocar as ideias em ordem (com Colin também trabalhando em seu teorema).

E lá estão eles, sem eira nem beira, vagando com o Rabecão de Satã (este é o apelido do carro caindo aos pedaços que Colin possui) quando se deparam com a pacata província de Gutshot, situada em....bem...em algum lugar do mapa! Hahaha... lá eles conhecem Lindsay, uma garota com um divertido sotaque "caipirês" e que faz amizade quase que imediatamente com os meninos. 

Lá na cidade, Colin e Hassan ainda conhecem Hollis, mãe de Lindsay, nada mais nada menos que dona de muitas terras, propriedades e claro, da maior fábrica de Gutshot, que fabrica....barbantes! SIM! Barbantes! Só não conto mais detalhes da fábrica pois vocês precisam ler para morrer de rir, assim como eu, haha.

E então, Colin e Hassan ficam hospedados na mansão (toda cor-de-rosa!) de Hollis e Lindsay e acabam garantindo um emprego: o de, juntamente com Lindsay, de colher depoimentos de cidadãos da cidade de Gutshot para um documentário. E é aí, nesta parte do livro, que vocês lerão alguns dos trechos mais engraçados,haha. 

Em meio ao trabalho, Colin ainda arruma tempo para aprimorar seu teorema, a fim de que ele possa auxiliá-lo a prever o futuro de qualquer relacionamento amoroso existente. 

E, falando em relacionamento, ainda contamos, na trama, com os amigos e claro...com o namorado de Lindsay! Sim, ela tem um namorado e ele se chama...Colin! Isso aí, ela namora um Colin diferente: musculoso, atlético e alto (que, mais tarde, seria carinhosamente intitulado de OOC: O outro Colin! Hahaha). 

Bom, já viram que com tudo isso, é receita de diversão garantida, né? Eu, se fosse você, corria para ler este livro e descobrir se o teorema de Colin (o original, rs) dará certo ou não. ^^


Considerações Finais


Divertidíssimo! Essa é a melhor palavra para descrever este livro! Até as notas de rodapé me fizeram rir, de verdade! Adorei Hassan, o amigo de Colin! Pensem numa pessoa que, até num momento sério, consegue ser cômico? Pois então...bem-vindo ao mundo de Hassan, rs... bom, sobre o autor, o que dizer? John Green sempre nos surpreende, né? Acho muito legal que ele consiga, com um enredo totalmente inusitado como este, prender-nos de uma forma assim, tão agradável e, ao mesmo tempo, viciante! (e acreditem, isso é um grande elogio).

Achei a capa do livro um máximo, com símbolos e seu fundo branco destacando tudo.

A trama rola com a presença de um narrador onisciente e em 3ª pessoa. E, como era de se esperar de John Green, os acontecimentos rolam de maneira sutil e fluida, fazendo-nos ponderar sobre cada acontecimento, mas de uma maneira muito natural. Desta forma, a leitura rola quase que de maneira instintiva. 

Colin é um personagem estabanado, mas tão cativante... não tive como não me identificar com esse pequeno nerdzinho, rs

Enfim à toas, leitura leve, tranquila, com boas doses de humor e super recomendada! Pra quem deseja relaxar com uma leitura bem tranquila e muito divertida, parabéns: este é o seu livro ;)



Título: O teorema Katherine
Subtítulo:-
Edição: 1
ISBN: 978858057315-2
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 302



Reações:

2 comentários:

  1. esse livro foi meu primeiro Green, achei uma leitura ok, não me impressionei tanto como achei que fosse... devo ter colocado expectativa demais, já que falam tão bem do autor... mas ainda pretendo ler outros livros dele... xD bjs
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda nao leu a culpa é das estrelas?? Poxaa koaskdoas nao sabeo que ta perdendo

      Excluir

Pessoal, vou respondendo os comentários no próprio blog de quem o deixou, ou pelo Twitter, podem ter certeza que vou respondendo assim que puder. Grande abraço e obrigado pela participação :D